Bem-vindo ao Fan Site Oficial do Yelawolf no Brasil.

Fan Page Yelawolf Brasil Oficial

Confira o espetacular novo álbum do Yelawolf, Trial By Fire

7

3/29/2012

Love Story, novo álbum já tem nome!



É amigos parece cedo ainda, mas Yelawolf já está projetando em seu novo álbum e acabou revelando que o nome do LP vai ser "Love Story", o que indica que Wolf não quer saber de descanso já que além de estar em turnê, trabalhando em um Ep colaborativo com Travis Barker, ele ainda consegue tempo para começar a trabalhar no novo álbum, para a alegria de nós, fãs.

3/27/2012

Yelawolf comenta sobre seu acidente.




No vídeo a seguir Yelawolf fala sobre o acidente ocorrido com ele, diz que tudo começou em L.A quando caiu na cabeça de um fã, ele chega a contar que quebrou o nariz de um dos fãs e que o acidente maior foi em Madison, Wisconsin onde pulou de costas e rompeu o baço, ele diz que começou a sangrar muito e sentia dores muito fortes a ponte de interromper o show. 

Wolf fala que passou uns dias no hospital e que foi bem sério o episódio, ele diz que teve que assinar alguns papéis para sua segurança e  teve que interromper sua Turnê. Durante esse processo ele aproveitou apenas pra passar um tempo relaxando com sua namorada Fefe e sua família. 

Yelawolf comenta que não pretende mais pular na plateia, e que nos papéis que teve que assinar, alguns diziam que se algo acontecesse com ele ninguém seria responsável por isso, então ele lembra que já colocou muita coisa em risco, que valeu muito a experiência, mas que iria parar com isso. Ele agradece a todas as pessoas que sempre deram suporte a ele, a seus familiares e por fim ele comenta que o dom que ele tem é uma benção e que talvez no seu próximo CD use o ocorrido como inspiranção.

Nova Freestyle do Yelawolf "Thank you"

O baço rompido de Yelawolf não deixou ele parado. Depois de um incidente ao se jogar na platéia, onde deixou ele desabilitado, Catfish teve que ficar uns dias de repouso, mas só por um período bem curto e depois voltar com tudo. Com o suporte dos fãs, que mostraram sua preocupação com ele, com vários tweets de "melhore", ele vai ao estúdio e lança um Freestyle exclusivo para os fãs chamado "thank you" (obrigado), para deixar claro a todos que ele está bem, por mais que não totalmente recuperado ele está muito bem nos vocais.



Segue abaixo o link onde pode-se escutar a musica na  integra:

3/26/2012

Projeto com Travis Barker vem ai!



Na recente entrevista que Yelawolf concedeu quando estava visitando sua namorada Fefe Dobson em Trinidad e Tobago, Wolf divulgou que um projeto com o baterista do Blink-182, Travis Barker está a caminho, e também falou sobre um clipe quem vem sendo gravado para a canção "Growin' Up In the Gutter (feat. Rittz)", confiram:


Paxx: Tem algum projeto pra vir de você, ou de alguém do seu crew como Rittz? 

Yela: Rittz na verdade acabou de lançar "white Jesus" que é uma mixtape que saiu muito bem, e ele estava em turnê comigo. E ele esta pra lançar algo chamado "Resurrection". Eu tenho uma Ep que esta pra sair com o Travis Barker, é um mix louco e estamos saindo com uma colaboração de roupas, chamado "Country Fresh". Nos também estamos trabalhando em um clipe para Gutter, e a minha coleção de roupas Slumerican esta fazendo uma colaboraçãao com a linha Dimond. O filme da Fefe esta pra sair também, chamado "Home again". Além disso, eu estou plantando sementes em Nashville e começando a trabalhar no meu próximo álbum. Para minha próxima turnê, eu irei fazer de moto, mais a Fefe não quer, basicamente vou estar em uma Harley com outras 4 pessoas e o ônibus de turnê irá nos seguir o caminho todo. 

Para conferir toda a matéria que já foi postada, CLIQUE AQUI

Entrevista com Yelawolf e Fefe Dobson



O site Soundvillage entrevistou esses dias Yelawolf e sua namorada Fefe Dobson, os dois estavam em Trinidad e Tobago, na América do Sul, e o representante do site, Paxx, teve a chance de fazer uma entrevista e descobrir o que eles estavam fazendo ali.

Paxx: Primeiramente, o que traz vocês a linda ilha de Trinidad?

Yela: Bom a Fefe está gravando um filme aqui, então eu vim para dar suporte a ela.

Paxx: Aquele filme com a Tatyana Ali?

Fefe: Isso! Esse mesmo.
Paxx: Legal. Então quais os pensamentos de vocês sobre a ilha até agora? Algum lugar que vocês já tenham experimentado e gostado?

Yela: Hum, Sim, nós fomos uh... (risos). Na verdade, nós fomos? Ah sim, a comida do Hotel é uma loucura de gostosa. O Chef preparou um buffet com Jerk Chicken e umas coisas, estava muito bom. No EUA tem poucos lugares com influência do Caribe, ou tanto faz...
Fefe: A verdade é, nós precisamos de alguém que nos mostre as redondezas...

Yela: A verdade é que nós estamos esperando um LOCAL para nos levar a "aquele" lugar. Você sabe aquele lugar? Com um buraco na parede, como, você sabe, a receita da avó de alguém, algo assim...
Fefe: Ou a casa da avó de alguém!

Yela: Isso! Como a casa da avó de alguém, você sabe?

Paxx: Você quer saber? Vou falar para minha avó cozinhar algo para vocês.(risos)

Yela: Beleza, na real, se você ir pro Alabama, eu gostaria de te levar para esse lugar nas montanhas, tem a melhor comida do interior que você já comeu, você sabe, aquele buraco na parede, eu tenho certeza que esses lugares não tem. Eles não tem alma, nos queremos ir em um lugar com alma, você sabe? A comida tem o gosto melhor quando alguém canta no lugar ou você vê alguém cozinhando. Eu não vim para Trinidad para comer Sushi, você sabe?
Fefe: (risos) Mas a gente ama sushi.....

Yela: Yeah nós amamos sushi, mais até agora a comida não tem sido boa. Com exceção a do hotel, e deixa eu te falar, os filhos da puta não são baratos, é +- US $100, isso é mais do que pagamos na América. Eu quis dizer, estava delicioso, mais não é AQUELA coisa. Nos só queremos ir num lugar onde as pessoas se importem com sua comida.

Paxx: Entendido.

Yela: Ah é mesmo, e até nas compras, quando você olha nas lojas, é como... Nos não queremos comprar coisas Americanas, eu quero comprar alguma coisa de Trinidad. Sabe, alguma coisa que você compra e diz " Isso é de Trinidad" , sabe do que eu to falando?

Paxx: Sim cara eu te entendo, então sobre música. O seu álbum Radioactive ganhou 4.5 mics na pesquisa, o que faz dele como um álbum clássico. Como você se sentiu vendo isso?


Yela: (Com cara de decepção) Bom... Pra te falar a verdade, nós tínhamos 5mics, mais o editor foi demitido. Então o 4,5 foi meio que doce, sabe? Eu realmente apreciei, e eu estou honrado por ter ganhado 4,5 ou tanto faz, mais me fez sentir ótimo em saber que ganhei 5mic antes. Criticamente significa muito, e eu acho que é importante saber que o trabalho que eu apresento é apreciado, e alguém se importa. Eu apenas fui abençoado o suficiente para que alguém que senta atrás de uma mesa, fã de música ou não, você sabe, um crítico, e eu sou agradecido a ele, sabe? E eu sou mais agradecido ainda a pessoa que me deu 5mic, mais ele foi demitido...

Paxx: Espera... Foi porque ele te deu aquela nota? 

Yela: Eu não acho que ele foi demitido porque me deu 5mics... (risos)... Mas se foi, isso é ainda melhor. Eu ainda quero o resto da metade do meu mic, ta ligado? Eu quero cara.... Meu próximo álbum já esta sendo trabalhado mentalmente, eu estou tentando descobrir o que eu tinha esquecido antes... Eu vou descobrir!

Paxx: Então eu vi no Radioactive que você tem colaborações bastante diferentes para um artista popular, como a Gangsta Boo, a Fefe Dobson e o Kid Rock, quem eu não vi na cena do Hip Hop por um tempo. O que te inspirou a ir com esses artistas ao invés dos artistas comerciais?


Yela: Eu acho que eu fiz porque a primeira vez que tive oportunidade de fazer colaborações foi com Trunk Muzik, e eu apenas queria alcançar os OGs. Eu sempre quis fazer, porque eu queria isso pra mim mesmo. Quando eu tiver 40 e este álbum ainda estiver detonando (cruzando os dedos), e alguém com 25 ou 30 anos pode olhar e dizer "Ei cara eu quero você nessa música porque eu olhei pra você nessa situação" , em vez de olhar pra direita e pra esquerda, eu acho que os artistas tem que sempre olhar pra cima...Então como Bun B e Raekwon em Trunk Muzik, eu apenas estava dando respeito a quem me inspirou, e isso transbordou em Radioactive. Por exemplo, quando conheci a Fefe nós ficamos muito próximos, e eu fiquei inspirado com a música dela e com seu estilo, então a oportunidade de colocar ela em "Animal" veio e aconteceu perfeitamente. E a mesma coisa aconteceu com Kid Rock, eu sou um fã do que ele já fez culturamente, a música dele é importante pra mim. Eu também tentei colocar pessoas locais, como, Shawty Fatt e o Rittz, então é apenas ser honesto com a música que você gosta de fazer, nos apenas mantemos em família, e fora da família nos escolhemos pessoas que pensamos serem autenticas. Nós poderíamos ter escolhido qualquer pessoa, mais isso é besteira, muita besteira. Você não quer fazer isso.

Paxx: Tem algum outro artista que você gostaria de trabalhar?

Yela: Cara, a lista de aristas que eu quero trabalhar nunca vai acabar, sério. Toda vez que alguém me pergunta isso eu respondo "eu não sei". Eu já disse Anthony Kiedis, Willie Nelson , James Taylor . E enquanto o hip hop tiver rolando, com o Andre 3000, Devin The Dude, e eu também quero trabalhar com a Bjork.

Paxx: Qual sua faixa favorita no Radioactive e por quê?

Yela: Bom....depende do dia. "The hardest love song in the world" é com certeza uma das minhas favoritas, "Animal" , "Gutter" e "The last song" que significa muito pessoalmente pra mim.

Paxx: Tem algum projeto pra vit de você, ou de alguém do seu crew como Rittz?

Yela: Rittz na verdade acabou de lançar "white Jesus" que é uma mixtape que saiu muito bem, e ele estava em turnê comigo. E ele esta pra lançar algo chamado "Resurrection". Eu tenho uma Ep que esta pra sair com o Travis Barker, é um mix louco e estamos saindo com uma colaboração de roupas, chamado "Country Fresh". Nos também estamos trabalhando em um clipe para Gutter, e a minha coleção de roupas Slumerican esta fazendo uma colaboraçãao com a linha Dimond. O filme da Fefe esta pra sair também, chamado "Home again". Além disso, eu estou plantando sementes em Nashville e começando a trabalhar no meu próximo álbum. Para minha próxima turnê, eu irei fazer de moto, mais a Fefe não quer, basicamente vou estar em uma Harley com outras 4 pessoas e o ônibus de turnê irá nos seguir o caminho todo.

Paxx: Yo, eu acho isso bacana.

Fefe: É bem legal mais eu tenho medo.

Paxx: Haha, Então não tem nenhuma outra questão enquanto você ter sido presenteado liricamente.

Yela: Obrigado cara.

Paxx: Sem problema. Mas sendo um rapper branco tem te dado algum tipo de problema até agora?

Yela: Bom, ser um rapper branco... É tipo, eu sou um rapper branco, e nós temos um presidente negro. Você tem que aceitar isso. Você vai fazer coisas que as pessoas não esperam.  O problema é que as pessoas me dão mais crédito por algo não tão especial, e me tiram crédito de algo que é especial. Se eu me afundo, eles ficam tipo "ohhh!!" mais tudo mundo afunda... Deveria ser como eu afundei, ou aonde eu afundei, com quem, ou o que era tão especial a respeito disso, e não porque  aconteceu porque eu sou branco. Eu quero que seja especial, mais não porque sou branco. Apenas como qualquer um que escolhe uma carreira e coloca as caras na propaganda culturamente, que encare os problemas. Vocês com certeza devem encarar esse tipo de problema por causa do Hip Hop americanizado. O que eu acho que funciona é, se você representa sua cultura, e é totalmente honesto, vai funcionar. Por exemplo, eu sou do Alabama, eu sempre fui honesto, esse sou EU. E se você não gosta, foda-se! Eu já vi de tudo Dawg, como quando eu estava em tuor com o Wiz Khalifa... Eu digo isso porque ele tem uma camiseta do Taylor Gang, cara. (risos) 

Paxx: Hahaha. Então todo rapper sonha trabalhar com o Eminem e o Dr.Dre. Como esta sendo essa experiência pra você? Como é isso?


Yela: Cara, eu posso te falar isso, eu apenas tenho que rezar pra quando eu chegar na idade do Marshall, eu possa ter metade da mente brilhante daquela pessoa. Algumas pessoas são bem presenteadas e o Marshall foi. O meu é apenas meu, mais o que dividimos é a paixão, honestidade e o respeito liricamente. E também gostamos de representar o que somos, e pra que estamos aqui. Tipo, qualquer um pode ser um rapper, mais tipo “Quem é você fora do palco? Quem é você em casa? quem são seus pais? Você age daquele jeito na frente da sua mãe?” Eu sei que eu sim, minha família sabe quem eu sou, este sou eu. Talento pode ser difícil, mais autenticidade é uma benção de Deus. Você não pode aprender como ser real, e é isso que eu e o Eminem compartilhamos. E enquanto a referência de sermos rappers brancos, nós fazemos graça disso, porque isso é a minoria falando artisticamente. Além do mais, ele tem sido um grande mentor, ele tem feito muito sem nem precisar falar nada. A única coisa que preciso fazer é apertar play, tem conselho suficiente nas músicas dele.

Paxx: Legal cara. Então desde que você esta aqui, você teve a oportunidade de escutar música da ilha?

Yela: Uh.. (olha pra Fefe). Nós escutamos soca. (Para fefe) Você sabia o que era soca? Eu nem sabia o que era soca de primeira...

Fefe: Honestamente, nós não tivemos a oportunidade de ir em nenhum lugar autentico. Todos os lugares que fomos estavam tocando musica americana, Nos não tivemos a oportunidade de sair e escutar a música de Trinidad. Mas nos iremos, com certeza.

Paxx: Foi o que vocês disseram mais cedo. Nós temos muitos rappers em Trinidad. Algum deles já chegou em você e pediu pra escutarem a musica deles?

Fefe: (risos) Isso acabou de acontecer. Ele nem tinha um cd, uma demo ou qualquer coisa, ele apenas se aproximou de nós...

MH: (risos) Eu sei quem é, um bom amigo meu, e ele é realmente bom, eu tenho um cd dele no meu carro.

Paxx: Quem é ele?

Mh: Primo Sparxx.

Paxx: Ohh.

Yela: Bom é isso, o único cara...

Fefe: E você também, até pensamos que não tentaram nos dar nada.

Paxx: (risos) É porque meu pai é um grande artista aqui, e ele odeia ser incomodado, então não faço isso com os outros. O nome dele é David Rudder

Fefe: Beleza, eu vou procurar.

Paxx: Como vocês já sabem, tem uma cena bem grande de Hip Hop aqui também. Mas mesmo com talento, é bem difícil um rapper de Trinidad ser notado. Você tem algum conselho para o pessoal daqui do Hip Hop?


Yela: Se você é de Trinidad, e você quer fazer impacto, você tem que ser bastante honesto com sua cultura. Eu acho que o problema maior no Hip Hop internacionalmente, é que tem sido "trend" como uma merda. Uma vez que sai todo mundo esta fazendo. Isso faz soar antenado, você pode baixar um estilo. Então se você vier de Trinidad, seja Trinidad, O que é Trinidad? Eu sei que não é apenas pão integral ou bicicletas do Mike ou Sushi. Você pode ir em uma footlocker no Alabama e falar, isso aqui não é Alabama. Tudo que você precisa fazer é apertar play em "Pop the trunk" ou "Let's Roll" e então você vai ver o Alabama. Por isso é atraente, porque é real. Você sabe por que a galera ama o Kanye? Chicago. Você sabe por que a galera ama o Outkast? Atlanta. Você sabe por que a galera ama o Dr. Dre? Compton, Califórnia. O que você está representando? Seja Honesto.

Fefe: Eu acho que você não tem que ser apenas honesto com o lugar de onde veio mais também com o que esta vivendo, incluindo emocionalmente.

Yela: Isso é verdade. A Fefe é de Toronto, e mesmo que ela não cante sobre isso eu sinto autenticidade na musica dela, então isso é verdade. Mas ela ainda representa certas culturas, rock n roll, então tem algo nela que significa algo culturalmente.

Fefe: Como a Amy Winehouse. Ela é de Londres, mais ela não canta sobre nada além do que vem do coração dela. Eu acho que mulheres vem com letras diferentes em relação aos homens. Nós somos emocionais (risos). Basicamente depende do que vem no seu coração, sabe? Se Trinidad é o que está no seu coração, então você deveria cantar sobre isso. Se o amor esta no seu coração, então você deveria cantar sobre isso.

Paxx: Isso é louco. Você se veria trabalhando com algum artista de Trindad?

Fefe: Como você?

Paxx: Claro por que não?

Fefe: Ou talvez seu pai!

Paxx: Isso seria a coisa mais louca de todas.

Yela: Honestamente eu me vejo fazendo. E você Fefe?

Fefe: Eu acho que quando você escuta uma música com paixão independente de que país seja, e te faz tremer, você deveria fazer.

Yela: Exato, não importa. Eu juro por Deus, você nunca sabe de onde a próxima música vai vir.

Fefe: Você pode escutar uma música e você pode escutar uma criança cantando na rua e achar isso incrível. Eu comecei com 13 anos, escrevendo para umas Boy Bands local. Então nunca se sabe.

Paxx: Beleza. Valeu pela entrevista, foi um prazer conhecer vocês. Duas das pessoas mais legais que eu já conheci.

Yela: Valeu cara, eu agradeço.

Ele está de volta!


Aos fãs, ele está de volta! Wolf se recuperou do rompimento do baço e agora está a todo vapor de volta a sua turnê. Depois de ter que cancelar alguns shows e cortar sua participação no festival SXSW 2012, Yelawolf agora recuperado, da continuidade a sua turnê, mas provavelmente terá mais cautela na hora de pular pra galera.


Segue aqui alguns shows dele:
Australian Tour 
27/03 – Capitol - Perth
28/03 - Fowlers Live - Adelaide
29/03 – The Hi Fi - Brisbane
30/03 – Prince Bandroom - Melbourne
31/03 – The Metro - Sydney



3/08/2012

Yelawolf - FMS Freestyle Over Outkast Mobb Deep Beats!

3/07/2012

Você sabe o significado de Yelawolf?

Em uma entrevista realizada a algum tempo atrás pela EZO Magazine, Wolf esclarece algo que muita gente gostaria de saber: "Por que Yelawolf?" vamos lá.

Na entrevista quando perguntado Yela diz "Yelawolf vem de origem Cherokee(indígena) misturado com americano, significa sol, poder, fogo, vida, conhecimento, é a habilidade que tenho em sobreviver em vários ambientes, vivendo e aprendendo sozinho".

Quando questionado sobre como ele chegou no Hip Hop,  Wolf diz: "Ahh você sabe, de ter uma mãe jovem e ela namorava um cara que me trouxe um cd de Hip Hop e me levou em alguns lugares".

Depois o entrevistador diz que ele não tem um estilo de rapper, um estilo de hip hop. Yela explica: "Quando eu era mais novo minha mãe me dava tipo 20$ para eu ir em uma loja de roupas e gastar, eu só tinha isso e  costumava pintar meus tênis. Desde os 6 anos eu sempre me vesti diferente, costumava colocar as meias por cima da calça, fazer uma coisas bem diferentes.

Quem quiser ver a entrevista na integra, só conferir:



3/06/2012

Wolf traz seus filhos para o palco

Um cena inusitada aconteceu durante a performance do seu single "Lets Roll" em um show, Yelawolf chamou seus filhos e apresentou a todos que lá estavam, pra você que não conhecia os lobinhos, ai vai:

3/05/2012

Yelawolf na Fox,

Durante toda a correria de divulgação de seu álbum "Radioactive" e de muitas turnês, Yelawolf arranjou um tempinho pra estar na Fox com muito humor dando um bom dia a todos, cantando o seu 2 º single "Lets Roll".

Yelawolf, de muito bom humor começa o vídeo dizendo: "Bom dia Alabama, eu sou Yelawolf e é muito cedo na manhã.....", após cantar sua música ainda descola um tempinho pra mandar uns recados: Meu nome é Yelawolf e eu represento a Shady Records e o Alabama , fiquem firmes, me desculpa Albert, me desculpe Tigers, oi mamãe, oi papai , bebês te amo (referindo-se aos seus três filhos)". Confira:


Shows cancelados: O motivo

Bom, a alguns dias atrás comunicamos que Yelawolf tinha cancelado seus próximos shows de sua turnê, mas no entanto não sabia-se o motivo até então. Pois bem, Yelawolf rompeu o baço, isso mesmo, e está em recuperação, boatos dizem que o fato ocorreu em sua última apresentação quando estava meio bêbado e provavelmente veio a cair. Tendo em vista isso, o fã clube oficial dele, yelawolfpack, resolveu criar um vídeo mandando mensagens de força e rapidez na recuperação do rapper do Alabama, quem quiser participar pode gravar um vídeo com duração de 10 segundos até dia 08/03 e entrar em contato com o fã clube para saber como mandar a sua contribuição.


Mande seu vídeo para o e-mail:
Yelawolfpack@yahoo.com

3/04/2012

Shows do Yelawolf Cancelados.

Acabou de sair na página do Facebook do Fã clube oficial do Yelawolf, que seus próximos 5 shows serão cancelados devido a problemas com a equipe do Yelawolf. Eles não deram mais nenhuma informação a respeito do ocorrido, estaremos ao aguardo de novas informações para disponibilizar a vocês. Para quem não segue o Fã clube, aqui esta um print do que foi dito.




Nova música Yelawolf, 8Ball & Waka Flocka

Sexta-feira saiu na internet a música "Immaculate Perception" do 8ball com participação especial do Waka Flocka e Yelawolf. Confira a baixo:

3/02/2012

Um Papo com Yelawolf

AllHipHop.com recentemente se encontrou com o artista da Shady Records, Yelawolf, em Dallas durante uma de suas turnês.

O artista do Alabama falou a respeito da sua turnê recente, seu novo EP Slumdom Bridge e sua recente aparição no programa do David Letterman.


O rapper disse que desde o lançamento do seu álbum Radioactive, sua base de fãs anda crescendo em diferentes idades e no estilo diferente de pessoas que vão aos seus shows.

"Nós fizemos essa mesma coisa um ano atrás e voltando, nós esgotamos todos os mesmos lugares, então é um sentimento ótimo. eu sinto como a platéia esta começando a entender as músicas e os fãs que aparecem são bastante loucos", diz Yelawolf.

"Não é só isso, eu vejo que os fãs vem de "pequenos" e até mesmo a galera mais velha, eu estou vendo merda cara, de 15 anos até os 35 anos, todos os tipos de cores e estilos." revela o rapper.

No passado Yelawolf chegou a fazer uma turnê por todas as maiores cidades em todo o EUA, ele também fez o seu caminho sobre o mar para se apresentar na Europa, onde foi acompanhando em seu vlog do youtube chamado, "Yelavision".

"Eu curti muito na europa cara, eu apenas fui lá pela primeira vez para o Hove festival, e ai eu fui para Noruega , então voltei para minha turnê. A primeira parada foi em Londres, nós fizemos até que bem e então nos fomos para as outras cidades e fizemos festivais e toda essa merda. Entao eu voltei com o Wiz na última viajem e foi incrível cara", Yelawolf explica.



O novo trabalho de Yelawolf é seu novo EP com Ed Sheeran, titulado "The Slumdom Bridge", um jogo com o conceito popular do Yelawolf, Slumerican e a famosa London bridge (ponte de londres).

"O que rolou com o Ed Sheeran foi, o pessoal me ligou e disse 'hey esse garoto Ed quer fazer uma EP' e eu disse, 'qual o estilo da musica dele?'. eu nao sabia na verdade como a música iria sair, eu não sabia mesmo, mais eu tava tipo, que se foda, vamos para o estúdio e ver o que acontece." Yelawolf explica.

"Eu literalmente fui para LA e fiz a coisa toda em 1 única noite. Nós apenas vibramos cara, Aquele garoto é coisa a mais, ele toca violão e canta como um bobo, vc sabe, e ele faz rap. Ele tem apenas 21 ou 22 e é impressionante como as pessoas conseguem tão novas. Ele vai florescer bastante como artista, nao tem sombra de dúvidas de onde ele vai estar em 10 anos e ele ta fazendo música clássica agora" Yelawolf continuou.

Por ultimo yelawolf explica sua aparição no programa do David Letterman com o Kid Rock.

"Eu e o kid rock vibramos muito bem cara, ele é o cara e você não pode reenventar a roda e nada ao tocar do sol que ele já não fez musicalmente, e crescendo desde o Hip-Hop, para o Rock e o country, ele é uma lenda., é uma honra dividir o palco com ele cara."

"Estar no programa do Letterman,  tem 2 coisas que eu penso,  tanto quanto talk shows ou apenas programas de Tv, vá! Desde que as performances ajude com a carreira de alguém - uma é o programa do Letterman e a 2 é o SNL (saturday night live). Eu me lembro de dizer tipo "Peppers esta no Letterman!" ou "Snoop no Letterman!" ou ' Eminem no SNL" eu me lembro de uma performance que o Eminem fez no SNL, então é um que eu acho que tem checar. Sabe minha mãe me chama de super emocional  e meu tio buddy, meu empresário. Foi um momento que eu nunca vou esquecer sabe, e eu vibrei e curti bastante o que é importante, e quem sabe eu possa voltar a cantar outra música um dia, um outro nos livros."

Yelawolf vai estar fazendo turnê em datas selecionadas pelos EUA, e também estará se apresentando com seus companheiros do Slumerican, SXSW em Austin, Texas, durante a segunda semana de março.