11/23/2011

Yelawolf explica como foi trabalhar com Eminem

Em uma entrevista recente para o VladTV, Yelawolf comentou como foi trabalhar com o Eminem.
"É divertido, sabe. É engraçado na maior parte do tempo. A gente dá muitas risadas... Muitas coisas engraçadas acontecem no estúdio... Digo, pela maior parte, para mim, é meio que sugar a genialidade e tentar me entrosar e estar lá, ouvindo. Quando estou lá escrevendo, há um verdadeiro respeito mútuo. É ótimo trabalhar com o Em. Ele é o cara, digo, ele é o melhor, ponto", disse Yela.

Quando perguntado qual a coisa mais valiosa que ele aprendeu do Em da vida ou da música, Yelawolf respondeu "[Risos] O Em na verdade não fala comigo desse jeito. Nós ainda não trocamos idéia assim, tipo, você sabe, por inteiro... Já tivemos ótimas conversas mas em relação a lições e [risos] não sei, nós não chegamos a ter essa imtimidade ainda. Eu acho que absorvi mais dele só de observar e prestar atenção, sabe... de perto quando ele fala, quando ele está falando sobre uma música, quando ele está falando sobre a idéia de um refrão ou quando está falando sobre um arranjo ou falando sobre algo pra adicionar na música. Só estou absorvendo 'por que?', você sabe... Obviamente há um belo motivo por ele querer fazer isso.. É como tentar descobrir por que isso faz sentido, sabe, como deixou o som melhor ou como... você sabe.. ou simplesmente observando indiretamente sua vida através de sua música e... pelo que o público já viu, porque eu digo, eu vi igual todo mundo, sou apenas um fã, sabe, então, aproveitei disso artisticamente, sabe... Me ajudou a levantar, tem me dado bastante coisa para trabalhar - me espelhando nas coisas que ele tem feito e sobrevivendo nesta cena até agora... e geralmente quando eu falo pra ele sobre certas situações que eu estou passando... já falei pra eles algumas vezes, ele simplesmente fala tipo 'Bem-vindo a cena amigo', sabe, basicamente é só isso.. é mais ou menos assim, sabe...".

Confira o vídeo dessa entrevista abaixo:


Fonte: Eminem.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário